RITUAL E DISCIPLINA

Todo terreiro de Umbanda possui um ritual e embora estes rituais se modifiquem, é necessário que haja disciplina para realizar uma gira, ou seja, NORMAS CONHECIDAS POR TODOS desde o dirigente ao iniciando que acabou de entrar. Este deve ser orientado ao máximo possível:

- com a relação a sua postura dentro do terreiro,

- bem como suas obrigações e deveres para com seus irmãos

- e claro, as normas básicas de respeito, tratamento.

- conhecimento correto de quem são nossos mentores espirituais

 ·                         O primeiro é ter respeito por tudo e por todos tem que ser o Dirigente e os filhos mais velhos (pois estes conhecem bem o interior de uma casa)

·                         Aquele que está se iniciando deve ter em seu dirigente um exemplo, uma meta a ser atingida (é claro que nenhum dirigente deve se torna “santo”, nem seus filhos serem forçados a virarem “ovelhinhas”. No terreiro cada um deve ser o que é, sem máscaras, sempre visando à auto-melhora, o auto conhecimento).

A Umbanda nos ensina que cada um é o que é, cada pessoa sabe em seu intimo quais são seus processos de ação e reação, infelizmente quase todos nos escondemos de nós mesmos, por falta de coragem de olharmos no nosso espelho interior, vermos nossos defeitos para podermos dar o primeiro passo para mudança. Para isso contamos com o auxilio fraternal das Entidades de Aruanda e também os conselhos dos Pais de Santé experientes e sinceros.

Mostrar o caminho não significa decretar, A UMBANDA NÃO AGRIDE AS CONSCIÊNCIAS, NÃO VISA TORNAR NINGUÉM INFELIZ OU VAZIO DE RELIGIOSIDADE.

Por isso é importante o Dirigente observar que se um novo integrante da corrente veio de outra religião e naquele momento de sua vida deseja abraçar a Umbanda, não é de repente que essa pessoa vai esquecer a fé que moveu por dentro durante tanto tempo.

O VERDADEIRO UMBANDISTA RESPEITA TODOS OS CREDOS E SABE QUE A MESMA FÉ QUE O FAZ AMAR SEUS GUIAS E PROTETORES, FAZ UM CATÓLICO AMAR SUA IGREJA, OU UM MUÇULMANO AMAR ALÁ.

Com relação à conduta dos médiuns para com as entidades, a Umbanda tem por norma seguir os seguintes tópicos:

1)                      
O médium de verdade deve ter em mente que na Aruanda todos são iguais (se há diferenças na hierarquia é porque os que chefiam, são as que mais trabalham e menos falam...).Isto quer dizer que os médiuns não devem sequer pensar que sua entidade é melhor que do seu irmão, as entidades de Aruanda preferem que seus filhos falem menos e trabalhem mais pelo seu próximo.

 2)                          Não há necessidade de "chamar" seu protetor em qualquer hora ou lugar, principalmente evite falar da sua mediunidade em bares, ou na rua. As coisas da espiritualidade deve ser discutidas na tranqüilidade, e com pessoas que queiram falar sobre o assunto.

 3)                          Nunca fale mentiras ou cometa erros em nome da sua entidade, pois nenhuma entidade de Umbanda acoberta isto ou aquilo dos seus "cavalos".

 4)                          Se alguém precisar de ajuda e você precisar ir até a residência desta pessoa, procure não incorporar, apenas peça orientação e guarda do seu mentor, com certeza ele estenderá sua proteção e a devida instrução para o consulente.

 5)                          Não é em todo lugar que os nossos protetores "baixam", nem todo lugar é sagrado e num ambiente pesado, não há a mínima vibratória para sua atuação. 

6)                          Nunca desobedeça as ordens da sua entidade, nunca queira fazer algo que você ache que ela faria. Espere sua orientação, por exemplo, não encha seu pescoço de guias pensando que seu protetor parecerá mais "forte" aos olhos do consulente. A verdadeira força está em ser humilde e honesto, tenha certeza que sentirá seu protetor com maior intensidade.

 fonte :LIVRO: CULTURA UMBANDÍSTICA - OICD

ROUPA BRANCA (A ROUPA DE SANTÉ) 

As roupas de um Umbandista, quando em atividade no terreiro deve ser brancas e muito limpas, o médium nuca deve vir de casa vestido com as roupas para o ritual, pois a roupa de santo deve ser usada única e exclusivamente dentro do terreiro, em virtude desta ser uma vestimenta sagrada, cujas vibrações devem ser as mesmas do templo e da entidade.

O médium deve guardar suas roupas sempre dentro de um saco plástico e colocar dentro um pequeno chumaço de algodão embebido com essência de alfazema.

Há irmãos que usam sapatilha ou sapato brancos, mas aconselhamos que nunca usem nenhum pisante durante o ritual, porque em virtude das energias que são manipuladas durante o ritual é preciso que os médiuns estejam descalços, UMA VEZ QUE AS MÃOS CAPTAM ENERGIAS, NOSSOS PÉS AS DEVOLVEM AO SOLO. SE ESTES PÓLOS ESTÃO IMPEDIDOS, MUITAS ENERGIAS NEGATIVAS COMEÇAM A SOBRECARREGAR NOSSO CORPO, PODENDO COM ISSO ORIGINAR MUITAS DOENÇAS.

Para manter a harmonia da gira aconselhamos roupas iguais para médiuns homens e mulheres (túnica e calça largas e confortáveis).A diferença é que a túnica pode ser um pouco mais comprida para as mulheres, tornando-se mais discreta.

O objetivo desta roupa não é ser extravagante, nem apertada ao corpo por motivos óbvios, pois não queremos despertar nos consulentes e muito menos na corrente pensamentos e sentimentos sexualizados, altamente prejudicial ao andamento das sessões mediúnicas.

         A VISUALIZAÇÃO DE UMA CORRENTE DE MÉDIUNS HARMÔNICA, EM SILÊNCIO, TODOS TRAJANDO ROUPAS IGUAIS É FATOR IMPORTANTE QUE ACALMA OS CONSULENTES E VOLTA SUA ATENÇÃO PARA O RITUAL E NÃO PARA OS MÉDIUNS.

         PELO MESMO MOTIVO DESACONSELHAMOS O USO DE BRINCOS, PULSEIRAS, JÓIAS, RELÓGIOS, ENFEITES DE CABELOS E OUTROS ADEREÇOS PELOS MÉDIUNS.

         ASSIM COMO CONSIDERAMOS INOPORTUNA A UTILIZAÇÃO DE QUALQUER PERFUME NO RITUAL, QUE NÃO SEJA GOTAS DE ALFAZEMA.

         OBS: é interessante que ao adentrar no congá TODOS OS MÉDIUNS recebam algumas gotas de colônia de alfazema em suas mãos que farão passar suavemente pela cabeça.

       O motivo de usarmos durante a gira um perfume comum a todos é para tornar a gira mais harmônica e a alfazema é considerada uma essência "coringa".

         Após estas considerações, concluímos também que a roupa de Santé é ALGO PESSOAL E NÃO PODE SER EMPRESTADA DE IRMÃO PARA OUTRO, E PREFERENCIALMENTE CUIDE VOCÊ PRÓPRIO DA SUA ROUPA, NÃO DELEGANDO ESTA FUNÇÃO A OUTRAS PESSOAS.


 


OXY 
Templo de Umbanda Pai Joaquim de Aruanda
R. Nelson Jacks Rosemberg, 286 / 296 Wanel Ville IV 
Sorocaba SP

 

  Site Map