A iniciação

Todos os movimentos Espirituais cumprem sua parte, inclusive o Movimento Umbandista.

Só que muitos esquecem que a finalidade do Movimento Umbandista não é só combater os quiumbas, desmanchar trabalho de baixa Magia. É sim ser uma escola de Restauração do Indivíduo, da Sociedade e do Mundo.

A Umbanda existe em todos os locais do planeta, independente do nome dado.

Muitos querem a iniciação. Mas o que é iniciação?

É uma necessidade (carência), um valor espiritual, que resgatarão homens, resgatando a tradição.

Esse valor cresce até que a pessoa sinta necessidade de sair da vida trivial entrando na vida iniciática, isso varia de acordo com o grau conscencial de cada um.

Uma carência, seja qual for, gera um desequilíbrio, causando tensões físicas e psíquicas, o que faz a pessoa procurar um processo da satisfação. A hierarquia de valores está relacionada com o grau consciencial, portanto nas necessidades também são diferentes.

É necessário que o indivíduo SINTA que a única realidade é o seu Espiritual, o resto é fantasia (ilusão). A iniciação é a busca pela Realidade ( a busca da essência).

Se a realidade conduz a iniciação, eu encontro-me comigo mesmo. O fundamento para isso é a VONTADE. É ir ao encontro com a Tradição.

Buscar a iniciação é:

  • Ficar em harmonia, aguçar a percepção do EU, do semelhante na Natureza, do Sagrado e do Divino.

Para que a iniciação se inicie é necessário a presença de um Mestre de Iniciação! Muitos podem perguntar o POR QUÊ?

Enquanto não encontrar seu MESTRE INTERIOR, deverá de acordo com o grau consciencial ir ao encontro de um mestre (para vencer a inércia). Cada rebanho tem seu melhor Pastor.

Portanto aquele que pode induzir verdadeiramente à elevação espiritual (consciência do individuo) é um mestre de iniciação. Este deve afetar positivamente a vida e o caráter do discípulo. Deve ser um exemplo, mas lides da vida e não só de ordem magística. ISSO NÃO É ENCONTRADO EM LIVROS E CURSOS !

A Iniciação é Individual e nunca em massa, como uma linha de montagem. Não podemos nivelar os iniciados, pois cada um tem seu grau.

O mestre exemplifica através de sua conduta Natural, que já conseguiu superar as tentações, ciladas e tem a VONTADE maior que os desejos, que é liberto do EGO.

O Mestre não é DEUS, que consegue tudo de seus ou por seus discípulos. Ele respeita seus semelhantes

Na presença do mestre , o discípulo deve sentir segurança, revigorado e pronto para o aprendizado ( VIVENCIA). Há sempre o que aprender, pois o mestre é uma fonte inesgotável de conhecimento, isso faz o discípulo crescer.è necessário que o discípulo tem amizade e dedicação pelo mestre .

O MESTRE NÃO VAI AO ENCONTRO DO DISCÍPULO. QUEM O PROCURA É O DISCÍPULO. Ele pode ou não aceitá-lo, pois vai depender de uma observação e principalmente de um levantamento sério e profundo sobre Karma do pretendente.

Sim, deve interar-se se o mesmo tem o aval superior de um mestre Astral para iniciar sua jornada libertadora iniciática. Enfim, iniciação é o reencontro com seu Mestre Espiritual e isso reflete na prática como virtudes como humildade, simplicidade, pureza... Por isso irmão, se buscas a iniciação, busca primeiro sua reforma interior !

27caminho

 


OXY 
Templo de Umbanda Pai Joaquim de Aruanda
R. Nelson Jacks Rosemberg, 286 / 296 Wanel Ville IV 
Sorocaba SP

 

  Site Map